Mamãe ama meu revólver

Espaço inexistente onde o nada se transfigura em coisa nenhuma e mimetiza o vazio. minha cabeça.

Wednesday, July 12, 2006

o recital e a fortaleza.

Ser uma fortaleza cansa. cansa demais.

e quando ele dorme eu fico ali, escutando o Noturno sofrido, meio Chopin, daquele maldito aparelho de respiração. E a cada arpejo, sinto um aríete bater nas muralhas.
é incrível a força que pode ter um piano. ou um sopro.
é tudo um conjunto de cordas, nas mãos trêmulas das Parcas.

a vida é um instante antes do sopro.