Mamãe ama meu revólver

Espaço inexistente onde o nada se transfigura em coisa nenhuma e mimetiza o vazio. minha cabeça.

Tuesday, August 29, 2006

Tchekhov 179.

- O frio faz a gente se sentir vivo -
falou ela naquela hora, em que o vento gelado do rio nos envolvia e o futuro parecia que nunca ia apontar suas luzes na esquina.

É nessas horas que ela faz eu me sentir vivo.

5 Comments:

At 8:58 PM, Blogger Vento. said...

Pra mim é como uma cena de um filme. Ler isso me remeteu pra uma cena em preto, branco e azulado, com um chão cheio de neve macia.

Aí ela fala, ele sente, e a luz do farol passa novamente pelos olhos deles e começa outra volta no rio.

 
At 7:34 AM, Blogger Chronos said...

os blogs tão se suicidando...

 
At 8:32 PM, Blogger Chronos said...

eu não sei o que me faz sentir vivo

 
At 7:32 AM, Blogger Vento. said...

Ontem tive um momento assim. Raiva também faz a gente se sentir vivo.

 
At 4:35 PM, Blogger Chronos said...

descobri
música faz eu me sentir vivo
tão vivo que parece que não há amanhã

 

Post a Comment

<< Home