Mamãe ama meu revólver

Espaço inexistente onde o nada se transfigura em coisa nenhuma e mimetiza o vazio. minha cabeça.

Wednesday, September 13, 2006

declaração as musas...

-Eu te amo, assim, literariamente falando. -

7 Comments:

At 4:47 PM, Blogger Chronos said...

brigado
idem
^^
asuhasuhas

 
At 7:00 AM, Blogger Vento. said...

Como se o sentido figurativo de "amar" também não fosse literal... mas bonito isso.

 
At 3:29 PM, Blogger vah said...

bela declaração!


não te vejo mais...

 
At 9:32 PM, Blogger Gustavo said...

o sentido de amar não é exatamente literal quanto o liteal que o iuri usou no texto....

dois post's pequenos seguidos, gosto quando tu escreve pequeno até..

falou tudo o que tento falar em mil textos, e nunca consegui.

 
At 9:45 AM, Blogger Vento. said...

isso porque ele usou a palavra "literariamente". é claro que não foi "literalmente falando", assim, ao pé da letra.

o amor às musas é como uma paixão platônica que não tem nenhuma intenção de deixar de ser, porque só faz sentido nas obras do autor. fora delas ela nem existe...

 
At 8:04 PM, Blogger luciana said...

literariamente tem muito menos graça.

entonces, é aqui que tu te esconde!

 
At 11:09 PM, Blogger Vento. said...

preciso de um titulo.
(vide blog)

 

Post a Comment

<< Home